My default image

AUTENTICAÇÕES

Autenticar a cópia de um documento significa declarar que aquela cópia (xérox) está igual ao documento original apresentado. O Tabelião, por força de lei, porque dotado de fé pública, pode autenticar documentos. A autenticação faz prova plena do fato de que a cópia é idêntica ao documento original.

Dessa forma, se você precisa apresentar vários documentos originais, mas somente possui uma via, autentique quantas cópias forem necessárias no cartório, e todas elas terão a mesma força do original, ou seja, gozarão de presunção de autenticidade e legalidade. Você pode extrair as cópias no próprio cartório, ou trazê-las prontas, sempre acompanhadas do documento original, nesta última hipótese com a identificação do estabelecimento que as extraiu (assinatura do autor).

Saiba que somente se autenticam cópias de documentos originais! Não se pode autenticar cópia de uma cópia autenticada! Ao autenticar uma cópia reprográfica, o Tabelião ou seus Auxiliares não se restringem apenas à mera conferência dos textos ou ao aspecto morfológico da escrita, mas verificam, com cautela, se o documento copiado contém rasuras, supressão de palavras ou linhas, ou ainda quaisquer outros sinais suspeitos indicativos de possíveis fraudes. Não serão autenticados documentos que apresentarem: rasuras, corretivo (branquinho), contiverem anotações a lápis, ou forem em papel térmico (de fax). Os espaços em branco serão inutilizados.

É vedado às serventias autenticar documentos já autenticados pelo Juízos e Tribunais.

Nos documentos em que houver mais de uma reprodução, a cada uma corresponderá um instrumento de autenticação.